Ele há um senhor autor de jogos que um dia em 1993 foi ter com uma empresa e lhes propos um jogo de tabuleiro que andava a desenvolver havia uns bons oito anos. Os senhores da dita empresa acharam aquilo muito complicado apesar de parecer muita fixe, com robots a correrem de um lado para o outro e tal, e a dispararem e não sei que mais, e caótico como tudo. Mas quando se colocaram a fazer as contas daquilo tudo, acharam que a coisa era assim para o complicado e caro de produzir e perguntaram ao senhor autor se não teria antes um joguinho mais simples, que envolvesse só umas cartitas e tal. O senhor autor lembrou-se de um baralho que trazia ali no bolso de um joguinho que andava a testar havia uns tempos com os seus alunos. E mesmo assim em estado de protótipo foi este joguinho de cartas, que foi escolhido para ser editado pela Wizards of the Coast. O senhor professor encolheu os ombros e passado um ano deixou de ser professor e passou a trabalhar para a WotC. Depois do Magic: The Gathering o tornar milionário, o senhor Richard Garfield já tinha fama suficiente para 2 anos volvidos lhe aceitarem editar o tal jogo dos robots. O nome desse jogo: RoboRally. Continuar a ler