Tag Archive: Gateway


Top 10 Gateway Games da play board games

O site play board games anunciou o seu top 10 de 2011 de gateway games:

  1. Ticket to Ride
  2. Settlers of Catan
  3. Dominion
  4. Bohnanza
  5. 7 Wonders
  6. Guillotine
  7. Asara
  8. Pandemic
  9. RoboRally
  10. Incan Gold
Anúncios

Nomeados para Golden Geek Awards

Os nomeados para os Golden Geek Awards 2011 já são conhecidos, e podes ir ao BGG votar agora nos teus preferidos.

Board Game: 2-Player Game

Board Game: Abstract Game

Board Game: Artwork & Presentation

Board Game: Card Game

Board Game: Children’s Game

Board Game: Expansion

Board Game: Family Game

Board Game: Innovative

Board Game: Party Game

Board Game: Print & Play

Board Game: Strategy Game

Board Game: Thematic Game

Board Game: Wargame

 

A Academy of Adventure Gaming Arts and Design anunciou os nomeados para a 37ª edição dos Origin Awards. Apresentados anualmente pela Academy of Adventure Gaming Arts and Design, estes prémios visam reconhecer a excelência em autoria e produção de jogos e produtos relacionados com jogos.
O vencedor de cada categoria será determinado pelo voto dos participantes na Origins Game Fair, a decorrer de 22 a 26 de Junho. Os vencedores serão anunciados na noite de sábado, dia 25 de Junho.
Continuar a ler

Como não há duas sem três, desta vez foi o pessoal do Porto a mandar o bitaite da data da próxima InvictaCON 2011, sendo que  este ano será a 8 e 9 de Outubro no Eurostars Oporto Aparthotel. Podes também ir seguindo as noticias mais recentes no AoJ.

Finalmente o pessoal de Aveiro oficializou, com cartaz e tudo, a data definitiva de 21 de Maio para ser a próxima RiaCON. Podes ir seguindo os pormenores no AoJ.

Continuar a ler

Uma imagem

Memoir '44

Memoir '44

 

Os jogos mais esperados de 2011

Os utilizadores do Boardgamegeek votaram os jogos que estão mais ansiosos de aparecerem em 2011 (entre jogos novos, reprints, edições, expansões, etc). Fica aqui este TOP 20:

  1. Mansions of Madness
  2. Eminent Domain
  3. Troyes
  4. Dominion: Cornucopia
  5. The Lord of the Rings: The Card Game
  6. Blood Bowl: Team Manager
  7. 1830: Railways & Robber Barons
  8. Alien Frontiers: Outer Belt
  9. Dungeons & Dragons: Wrath of Ashardalon Board Game
  10. The Ares Project
  11. Battlestar Galactica: Exodus Expansion
  12. Urban Sprawl
  13. Vinhos
  14. Age of Empires III: The Age of Discovery
  15. Nightfall
  16. Space Empires: 4X
  17. Automobile
  18. Survive!
  19. London
  20. Cosmic Encounter: Cosmic Conflict

 

A Fantasy Flight Games apresentou a lista de  produtos a sairem nas próximas semanas:

  • CT40 Call of Cthulhu LCG: The Twilight Beckons
  • DW04 Deathwatch: Rites of Battle
  • GOT67 AGoT LCG: Baratheon House Card
  • WHF15 Warhammer Fantasy: Witch’s Song
  • ANC03 Anima: Twilight of the Gods
  • BL15 BattleLore: Code of Chivalry
  • BW09 Battles of Westeros: Banner Pack
  • CT19e Call of Cthulhu: Spawn of the Sleeper (Revised)
  • CT20e Call of Cthulhu: Horror Beneath the Surface (Revised)
  • CT41 Call of Cthulhhu: Perilous Trials
  • TD06 Tide of Iron: Fury of the Bear
  • WHC16 Warhammer Invasion: Omens of Ruin
  • WHF05 Warhammer Fantasy: GM Toll Kit

image

image

image

image

image

image

image

image

image

image

image

image

image

Into the night

Linha de produtos da Gamewright

Depois do sucesso de Forbidden Island e dos prémios conquistados com o Rory’s Story Cubes, a Gamewright já tem traçado o seu plano para em 2011 manter a mesma tendência. A antecipar a 2011 American International Toy Fair que se realiza em Nova Yorque em Fevereiro, a Gamewright apresentou uma parte do seu alinhamento de produtos a editar durante 2011, e que serão estreados na dita Feira. Variando desde jogos de cartas e de tabuleiro para o público mais petiz, até aos jogos orientados para a família e adultos, a Gamewright espera assim ter um jogo para cada segmento do mercado.

Eis o alinhamento de produtos que a Gamewright pretende colocar este ano no mercado:

Splish Splash! – 2 a 4 jogadores # Idades: 4+ # Tempo de jogo: 15 minutos # Disponibilidade: Primavera de 2011

Mermaid Beach – 2 a 5 jogadores # Idades: 6+ # Tempo de jogo: 15 minutos # Disponibilidade: Primavera de 2011

City Square Off – 2 jogadores ou equipas de jogadores # Idades: 8+ # Tempo de jogo: 15 minutes # Disponibilidade: Primavera de 2011

FlipOut – 2 a 5 jogadores # Idades: 8+ # Tempo de jogo: 15 minutos # Disponibilidade: já aceita pré-ordens

Knock Your Blocks Off – 2 a 4 jogadores # Idades: 8+ # Tempo de jogo: 15 minutos # Disponibilidade: Primavera de 2011

Spin the Bottle

Não! Não estou doido! Existe mesmo este jogo!!

O Spin the Bottle foi editado pela McNutty Games, e tem como autor um tal de Frank Bresee. Aqui em vez de se andar a beber uma bejeca de cada vez que a garrafa aponta para nós (versão soft, que conheço* de ouvir falar de outras mais hardcore), anda-se à volta do tabuleiro a recolher cartas, e a executar as parvoíces que ai nos mandam fazer, entre elas as cartas de Garrafa, e quem for o primeiro a ter 10 Garrafas na mão ganha o jogo.

* sim! Só conheço, e ouvi falar de, que a minha cara-metade também lê isto!!! 😛

O que as escavações arqueológicas revelam

Pela mão da Eggertspiele, dos autores Stefan Dorra e Ralf zur Linde será editado este ano o jogo Pergamon. Tendo como tema as primeiras escavações arqueológicas modernas na actual Turquia, no ano de 1878, trata-se de um jogo de coleccionar itens das escavações para ter a melhor ixibição arqueológica, e conseguir ganhar através da acumulação de  pontos de glória em apenas 12 turnos.

Vintage associado

A MESABoardgames anúnciou que se associou com a marca de vinhos Niepoort para o lançamento exclusivo do jogo a lançar em breve sobre o vinho do Porto: Vintage.

Carga Negra

Cargo Noir, o novo Boardgame desenhado por Serge Laget e publicado pela Days of Wonder, está previsto chegar aos consumidores em Março. No jogo cada jogador tentará ganhar por acumulação de pontos de vitória, via a comercialização (ilegal) de bens de contrabando, guardando-os no seu armazém até ter as combinações mais valiosas.

A editora Winning Moves passou a disponibilizar no seu website, as regras em PDF dos jogos.

Braggart

Braggart, the Card Game, é um jogo simples de cartas do autor Kyle Daniel, publicado pela Spital Galaxy Games.
Parece um jogo de festa de contar histórias, mas as aparências iludem e acabam assim que se lê as regras. Cada jogador tem de coleccionar e juntar as partes de uma história ridícula, e a história mais estranha ganha. No final quase será difícil não rir quando se lê as histórias com que cada jogador chegou ao fim.

Actualização Planeton Games

A loja Online espanhola Planeton Games actualizou o seu stock de jogos importados e passou a ter disponiveis:

  • Resident Evil Deck Building Game (com cartas promocionais incluidas)
  • Defenders of the Realm
  • Tikal II The Lost Temple
  • 1860 Railways on the Isle of Wight
  • Automobile
  • Earth Reborn
  • High Frontier e expansão
  • Merchants & Marauders
  • Gosu
  • Poo The Card Game
  • Defenders of the Realm Barbarian Expansion
  • Defenders of the Realm Dragon Expansion
  • Railways of the Western U.S.
  • Grand Cru (English)
  • Battles of Westeros Wardens of the Noth Expansion
  • Isla Dorada (English)
  • Cacophony Asylum Pack Call of Cthulhu LCG
  • The Fourth Waystone Warhammer Invasion LCG
  • The Hobbit
  • The Burning of Derricksburg Warhammer Invasion LCG
  • The World Cup Card Game 2010
  • Heroscape Heroes of Fallcrest D&D Wave 3
  • Heroscape Icewind Scourge D&D Wave 3
  • Heroscape Valkrill’s Legion D&D Wave 3
  • Heroscape Bugbears and Orcs D&D Wave 3
  • Haggis
  • Triumvirate
  • The Rivals for Catan
  • Save Doctor Lucky Deluxe Edition
  • Summoner Wars PREMIUM BOARD
  • Carcassonne Big Box 3
  • Space Alert New Frontier
  • 20th Century
  • Mousquetaires du Roy
  • Vikings (Wikinger)
  • Glen More
  • Spielbox Nº 6 (English)
  • Revolution! The Palace
  • Mines of Zavandor
  • Merchants of the Middle Ages
  • Pocket Battles Orcs vs Elves
  • Battlecry
  • Commands & Colors Napoleonics
  • Hornet Leader Carrier Air Operations
  • Here I Stand Mounted Map
  • Paths of Glory Mounted Map
  • Sword of Rome Mounted Map

 

Pissed Off

Ele há cenas neste hobby que me chateiam terrivelmente e passam normalmente pela forma como as pessoas olham para determinadas mecânicas ou componentes e as classificam automaticamente como minorantes dos jogos. Ou seja sempre que aparece um jogo com uma destas mecânicas ou um destes componentes, o jogo é automaticamente rotulado de lixo. Mas não é só isso. É também as atitudes que se vêm muitas vezes à volta de uma mesa de jogo, por forma a demonstrar os intelectos superiores, os ditos iluminados.

Dados e a sua correspondente aleatoriedade – UI!!! É logo o primeiro da lista pois é aquele que mais está associado a estas atitudes. Basta um jogo ter dados nos seus componentes para existir pessoal que se recusa a joga-los. Normalmente a desculpa esfarrapada é: eu não tenho sorte aos dados, ou: a pessoa Z vai jogar e esse tipo nem precisa saber jogar para ganhar, uma vez que os dados fazem tudo o que ele quer!!! Fenomenal!! Um jogo tem de ser um exercício matemático e previsível senão não é jogo. Coloque-se uma pontinha de imprevisibilidade e fogem que nem ratos a abandonar um navio, recusando-se a aceitar que simplesmente não sabem lidar com situações imprevistas, e adaptarem-se às alterações fora dos seus planos.

Miniaturas e componentes de plástico – nem sei como é que é defensável a atitude de que se um jogo tem miniaturas ou componentes de plástico então automaticamente o jogo é rotulado de menor ou menos interessante. Felizmente que as editoras de jogos começam a ter dinheiro para deixarem de incluir lenha nos jogos e apostarem em componentes à séria.

Choramingas – Yap!! Aquele jogador que nem ainda o jogo saiu da caixa e já se está a chorar que os outros se vão coligar contra ele, e que todas as jogadas são para o lixar!! Chiça!! E se perder? É de certeza porque os outros não sabem jogar e porque só tiveram sorte durante o jogo todo. Esta é daquelas coisas que me irritam solenemente.

Ah e tal…isto é mais que um jogo, é um exercício de inteligência superior – mas será que não percebem que se não é um jogo, imediatamente não pertence a este hobby? Se um jogo é um esforço para o jogar e não traz divertimento, então não é um jogo, e para isso basta o trabalho para por melões na mesa. Isto não põe melões na mesa, logo não vale a pena o trabalho que dá!

Se está ao alcance das massas é porque é mau – Arre!!! Aqui à uns anos atrás o Settlers of Catan era considerado dos melhores jogos modernos, mas com os seus mais de 15 anos e já muito ao alcance das massas, é agora relegado para segundo plano, como se tivesse passado a cheirar mal. Como este, existem outros que o intelecto superior desdenha só porque o filho do vizinho da mulher da limpeza até o já pode ter jogado. É o gosto por pertencer a uma minoria, de dizer mal só porque todos os outros comuns mortais gostam.

Tem expansões – Sim e depois? Qual é problema com isso? Se as mesmas trazem consigo maior re-jogabilidade, se trazem mais opções e não se limitam a ser correcções ao jogo-base, qual é o mal com isso? Só porque tem expansões, o jogo é logo rotulado de mau? Porque carga de água? Muitos ficam sem conhecer um jogo (e as suas expansões) só por causa desta atitude.

Tem demasiado tema – Porreiro, joguem abstractos, já que não conseguem ver para lá do design gráfico, apresentação e componentes do jogo, ou seja tudo aquilo que visualmente atrai o comum dos mortais (ahh é verdade quem diz isto não encaixa nesta categoria de comum mortal!! São os iluminados!!). Aliás, acho que mais do que o jogo do galo (mau exemplo, este tem tema no titulo, eu sei! :P) qualquer jogo tem tema. More power to you!!

Demora muito tempo – Mas divertiram-se a joga-lo ou não? É ou não é isso que interessa? Afinal mede-se a participação neste hobby numa noitada que só é boa caso se joguem 10 jogos em 6 horas, ou se apenas se jogar um jogo nessas mesmas 6 horas? Afinal quem se diverte mais?

Estou mais de 5 minutos à espera que seja o meu turno outra vez – Opah!!! Vão jogar matrecos se não querem downtime!! Por norma é o tipo que não consegue ir imaginando que jogada vai fazer enquanto os outros estão a fazer os seus turnos, naahh, é demasiada confusão pensar e ver os outros a jogar ao mesmo. Acho que precisam de um upgrade ao processador.

Tem demasiadas pecinhas – É ver o pessoal a fugir dos jogos com mais de uma dúzia de peças, como se estas tivessem a peste. Parece-me mais um problema de pouca capacidade de processamento e de memória do que outra coisa qualquer. Como no anterior, acho que precisam de um upgrade, mas desta vez geral.

[/rant mode off]

Cada um tem as suas queixas, estas são algumas das minhas, mas fica tudo esquecido quando a companhia e o jogo são bons, e nos estejamos todos a divertir, que é o que procuro em qualquer bom jogo de tabuleiro.

Este artigo foi publicado originalmente no AbreOJogo

 



Algumas das reviews que me chamaram a atenção durante esta semana no BGG:

Earth RebornAmazingly streamlined and rich: don’t fear the 44 pages of rules!
Dexter: The Board Game An honest review.
Beyond Valor: ASL Module 1BV Ed3 Arrived Yesterday!
Vinhos 3rd game, a 1st review: Vinhos Through The Eyes Of A Non-Oenophile
Resident Evil Deck Building Game Can survival horror survive Dominion?
Runebound (Second Edition) Runebound 2nd Ed. – A Detailed Review
Pancho Villa, Dead or Alive! – Ay, caramba! Random fun in sunny Mexico
Martian Rails Railing against the Martians
BattleLore: Bearded Brave Review of the Scenarios and New Unit Mechanics in Bearded Brave
Battlestar Galactica: Exodus Expansion Impressions of Exodus

 

 

A Fantasy Flight Games anunciou as publicações a sairem durante o mês de Janeiro:

  • CE03 Cosmic Conflict
  • CS2037 Anima Tactics: Female Azur Agent
  • CS3037 Anima Tactics: Tiamat
  • CT18 Call of Cthulhu LCG: Core Set
  • CT40 Call of Cthulhu LCG: The Twilight Beckons
  • DW04 Deathwatch: Rites of Battle
  • FFS03 Standard American Board Game Sleeves
  • GOT65 AGoT LCG: Dreadfort Betrayal
  • GOT67 AGoT LCG: Baratheon House Card
  • TH10 Tannhauser: Oksana Figure
  • VA09 Arkham Horror
  • WHF15 Warhammer Fantasy RP: Witch’s Song

 

 

 

%d bloggers like this: