Quem me conhece sabe que sou adepto dos jogos que nos deixam memórias, e isto é mais notório naqueles jogos que permitem um relato pós-jogo que per si seja empolgante. São estes por norma os melhores jogos de sempre. E mesmo nos jogos solitários é possivel criar relatos que deixam qualquer monte-de-lenha a comer poeira. É o caso do B-17 Queen of the Skies, um jogo solitário brilhante que o utilizador José Ruiz no BGG tornou épico com esta série de videos da sua epopeia: