O Arturo García, autor do jogo 1936: Guerra Civil, que esteve por Lisboa à uns meses, alcançou a barreira dos 1500 jogos vendidos à distribuição, um frito para quem desenhou, testou, editou e agora distribui o seu próprio jogo.