Archive for 2011/01/24


Boardgames go mainstream

O Videogame blog Yahoo Games’ Plugged In escolheu 5 boardgames representativos dos jogos de tabuleiro moderno:

Agricola (Z-Man Games)
Battlestar Galactica (Fantasy Flight Games)
Galaxy Trucker (Rio Grande Games)
Guess Who Mix and Mash (Hasbro)
Pandemic (Z-Man Games)

Tradicionalmente os jogos do autor Martin Wallace são lançados exclusivamente pela sua editora Treefrog Games – e antes disso pela Warfrog Games – e são baseados em temas do mundo real: comboios no reino Unido, batalhas na Polónia, revolucionários na França, etc.
Desta vez o seu lançamento em exclusivo para a feira de Essen Spiel 2011, Wallace vai apresentar um jogo também através da sua editora, mas tendo como tema o mundo imaginado pelo escritor Terry Pratchett, Discworld. Ankh-Morpork é um jogo em que cada jogador tem uma personalidade secreta com condições de vitória especificas, o que quer dizer que ninguém sabe exactamente o que os outros precisam de fazer para ganhar. A acção decorre num mapa Ankh-Morpork, em que os jogadores tentam colocar os seus acólitos e edifícios através de um deck de 132 cartas.
Uma equipa de artistas vai recrear a cidade e os seus residentes, para as cartas, tabuleiro e caixa do jogo. O jogo já está licenciado para a Mayfair Games para o mercado americano, e para a Kosmos para o mercado alemão.

Uma imagem

Greed Quest

Greed Quest

Playmobil Skirmish

Há quem tenha juntado as regras de Mordheim aos blocos de construção da Playmobil para ter um jogo novo.

Porto Carthago

Foi publicado pela Iron Games o jogo Porto Carthago.

A frota está no cyberespaço

A WizKids colocou no ar o site de suporte ao jogo Star Trek Fleet Captains.

O próximo Samsung Galaxy S

Quem se estafou para arranjar um Galaxy S (ouvi falar de casos de quem vendeu um rim) não deve ler isto. A Samsung anda a lançar uma campanha onde promove a próxima versão do bicho já a ser lançado no MWC em Barcelona, em Fevereiro.

Depois do sucesso de Forbidden Island e dos prémios conquistados com o Rory’s Story Cubes, a Gamewright já tem traçado o seu plano para em 2011 manter a mesma tendência. A antecipar a 2011 American International Toy Fair que se realiza em Nova Yorque em Fevereiro, a Gamewright apresentou uma parte do seu alinhamento de produtos a editar durante 2011, e que serão estreados na dita Feira. Variando desde jogos de cartas e de tabuleiro para o público mais petiz, até aos jogos orientados para a família e adultos, a Gamewright espera assim ter um jogo para cada segmento do mercado.

Eis o alinhamento de produtos que a Gamewright pretende colocar este ano no mercado:

Splish Splash! – 2 a 4 jogadores # Idades: 4+ # Tempo de jogo: 15 minutos # Disponibilidade: Primavera de 2011

Mermaid Beach – 2 a 5 jogadores # Idades: 6+ # Tempo de jogo: 15 minutos # Disponibilidade: Primavera de 2011

City Square Off – 2 jogadores ou equipas de jogadores # Idades: 8+ # Tempo de jogo: 15 minutes # Disponibilidade: Primavera de 2011

FlipOut – 2 a 5 jogadores # Idades: 8+ # Tempo de jogo: 15 minutos # Disponibilidade: já aceita pré-ordens

Knock Your Blocks Off – 2 a 4 jogadores # Idades: 8+ # Tempo de jogo: 15 minutos # Disponibilidade: Primavera de 2011

Chegando a mais um média, o autor Reiner Knizia, pela mão da editora Tribeflame, já tem mais um jogo publicado electronicamente. Desta vez é o Through the Desert a chegar à plataform Android, e já disponivel no mercado do Android App.

Pimping PoG

O Carlos “Brainstorm” Ferreira anda a gostar tanto do Paths of Glory que se decidiu a criar duas cartas especificas para o Corpo Expedicionário Português, uma para cada jogador deste jogo sobre a Grande Guerra:

Para quem não conhece o Soldado Milhões fica aqui a transcrição da Wikipedia:

Na Batalha do lys a 2ª Divisão do CEP foi completamente desbaratada, sacrificando-se nela muitas vidas, entre os mortos, feridos, desaparecidos e capturados como prisioneiros de guerra.

No meio do caos, distinguiram-se vários homens, anónimos na sua maior parte. Porém, um nome ficou para a História, deturpado, mas sempiterno: o Soldado Milhões.

De seu verdadeiro nome Aníbal Augusto Milhais, natural de Valongo de Milhais, em Murça, viu-se sozinho na sua trincheira, apenas munido da sua menina, uma metralhadora Lewis, conhecida entre os lusos como a Luísa. Munido da coragem que só no campo de batalha é possível, enfrentou sozinho as colunas alemãs que se atravessaram no seu caminho, o que em último caso permitiu a retirada de vários soldados portugueses e ingleses para as posições defensivas da rectaguarda. Vagueando pelas trincheiras e campos, ora de ninguém ora ocupados pelos alemães, o Soldado Milhões continuou ainda a fazer fogo esporádico, para o qual se valeu de cunhetes de balas que foi encontrando pelo caminho. Quatro dias depois do início da batalha, encontrou um médico escocês, salvando-o de morrer afogado num pântano. Foi este médico, para sempre agradecido, que deu conta ao exército aliado dos feitos do soldado transmontano.

Regressado a um acampamento português, um comandante saudou-o, dizendo o que ficaria para a História de Portugal, “Tu és Milhais, mas vales Milhões!”. Foi o único soldado raso português da Primeira Guerra a ser condecorado com o Colar da Ordem da Torre e Espada, a mais alta condecoração existente no país.

%d bloggers like this: